Preparando Pratos Cheios De Sons E Inspirações

LP PIZZA AMARELO

Produzir, gravar e fazer um disco as vezes me faz lembrar a preparação de pratos para uma refeição.

A gente começa idealizando cada prato e vai escolhendo cada ingrediente, desde, a forma de preparo, a melhor combinação de cada tempero.
Daí é todo um processo, dedicação, tudo feito com muito carinho e prazer, e manda pro forno de lenha, para ficar com aquele sabor orgânico dos bons tempos, algo muito peculiar, no intuito de agradar ao máximo principalmente quem gosta daquele determinado prato.

CAPA LP STRICTLY INSTRUMENTAL -

Mas vivemos na era dos “fast-foods”, do virtual, que são bem mais “práticos e baratos”.
Então vem uma das partes mais complexas, reunir uma boa quantidade de gente ao redor da mesa para saborearem aos pratos.

Mas ainda assim, nos também oferecemos como degustação os discos nas plataformas digitais de streaming, Spotify, Deezer, YouTube, etc.

vm_7inch_sleeve_no_spine_without_hole.qxd

CUSTOS E SUSTENTO

O dinheiro se faz necessário para bancar os custos e para o próprio sustento do “chef”, proprietário do bistrô, etc, mais que dinheiro, a grande alegria é saber que aqueles sabores ficaram mercados no “paladar dos fregueses” e que valeu a pena partilhar com eles tudo aquilo que foi dedicado, feito com o coração e toda uma história de vida a ser compartilhada no contexto.

Joanatan Richard - For All - LP - 2018

Ainda fazendo uma analogia entre o mundo dos discos, gravações e fazer comida, uma reflexão que já fiz pensando comigo mesmo, muitas vezes se fala que um disco de vinil é “caro”, mas quantas vezes uma refeição em um restaurante, pizzaria ou mesmo uma lanchonete, não se gasta muito mais por algo que por melhor e mais prazeroso que seja (e que claro, também é importante), vai desintegrar-se em poucos instantes, um LP por exemplo, fica por várias gerações dando aquele sensação agradável e inesquecível. Não é mesmo?! Então muitas vezes é uma questão de opção e prioridades.

LP NA MESA

DELIVERY, DISTRIBUIÇÃO E VENDAS

Não espere de um “pequeno bistrô” os glamourosos comerciais de TV ou outras mídias famosas, custeadas por grandes e poderosos empresários e um pequeno grupo de artistas privilegiados. Tenha em mente que o sistema de vendas e distribuição de trabalhos “descompromissados” com “determinada linha de mercado”, nem sempre é feito em larga escala comercial, em lojas de departamento… a vantagem é um contato direto com o artista, em certos casos o delivery é feito pelo próprio.

Joanatan Richard

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *